Blog da ABDeC / RN

Chamada de Artigos Revista Devires

 

A revista Devires – Cinema e Humanidades lança nova chamada para apresentação de artigos em torno do tema “Cinema, estética e política”.

O cinema contemporâneo apresenta-se como uma verdadeira agonística das representações, na qual a visibilidade torna-se uma arena de disputa entre diferentes modos de aparição do real e dos sujeitos. Acreditamos que essa agonística retoma em novos moldes a história do cinema e pode ser pensada a partir de três conjuntos de questões. Primeiramente, seria preciso caracterizar os modos como o cinema contemporâneo figura e torna visíveis as vidas ordinárias, principalmente aquelas experiências dos banidos do capitalismo avançado de consumo. Ou seja, trata-se de observar como os filmes lidam com a experiência dos sujeitos em um contexto no qual esta é justamente o que deve ser descartado, diante da demanda de um capitalismo leve, ágil, flexível e imaterial. Em segundo lugar, seria preciso refletir sobre os modos como o cinema lida, incorpora, reinventa as imagens de outras mídias, estas que são perpassadas por estratégias institucionais, políticas e econômicas. Novamente e, de forma renovada, o cinema se cria com imagens captadas diretamente do mundo, ou imagens de arquivo que o mundo destina aos filmes por meio de outras mediações. Por fim, há que se discutir a maneira como, em contato com outros regimes de imagem, o cinema vê suas formas de representação migrarem para uma dimensão propriamente performativa. Ou seja, os filmes passam a lidar (e a incorporar) práticas discursivas nas quais a imagem não apenas dá a ver certas formas de vida, mas acaba por performá-las, por reinventá-las. Em conjunto, estes três núcleos de questões revelam uma intensa mudança no estatuto das imagens, em sua relação com o real e com as formas de vida. Esta mudança, por sua vez, é resultado (e resultante) de uma transformação mais ampla no domínio do espetáculo (se nos filiamos à tradição inaugurada por Guy Debord) e da biopolítica (se retomamos o conceito de Michel Foucault). Esse contexto coloca-nos diante de um duplo desafio: de um lado, trata-se de atualizar o pensamento critico em torno do cinema, de forma a confrontá-lo com as novas injunções do capitalismo contemporâneo, assim como com os novos regimes de imagens provenientes das mais diversas mídias (televisão, internet, bancos de dados, celulares). De outro, é preciso construir passagens – arriscadas e originais – entre teorias provenientes de outras disciplinas – principalmente aquelas de matiz filosófico – e a escritura dos filmes. Eis, assim, um desafio que é tanto conceitual quanto metodológico. Os artigos podem ser encaminhados para o email revistadevires [ @ ] gmail.com, até o dia 6 de dezembro de 2010.

Anúncios

Sobre SRSC

Journalist. Filmmaker. Audiovisual Researcher. MediaDesigner. English Teacher.

Olá cineasta! Obrigado pelo comentário. Visite nosso grupo no Facebook. Volte sempre. abrs. Turma Abedista Potiguar.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 13/11/2010 por em Audiovisual, Cinema, Cultura.
%d blogueiros gostam disto: